Inscrições Lista de Espera ProUni 2017

Inscrições Lista de Espera ProUni 2017 – Saiba como participar!

O período de inscrições no programa vai até o dia 8 de março

Todos os participantes do Programa Universidade para Todos (ProUni) que não foram pré-selecionados em uma das duas chamadas regulares ainda podem declarar interesse em participar da lista de espera. Os candidatos que foram pré-selecionados na primeira ou segunda opção de curso, mas que foi reprovado por não formação de turma, também terá a chance de participar.

O prazo de inscrições vai até às 23h50 do dia 8 de março de 2017. O resultado com os nomes dos interessados deve sair no dia 10 de março – e os pré-selecionados devem comparecer nas instituições entre os dias 13 e 14 para fazer a entrega da documentação comprobatória e a realização da matrícula.

http://www.sisutec.com.br/prouni-2017-bolsas

ProUni 2017

O Programa Universidade Para Todos 2017.1 recebeu um total de 1.535.042 inscritos nos 4 dias de inscrição. Sabendo que todos os interessados puderam escolher entre duas opções de cursos, foram um total de 2.976.550 inscrições. Nesta edição, os cursos mais procurados foram Direito e Administração – foram cerca de 268 mil inscritos em cada um -, seguidos por Pedagogia – com um total de 180 mil inscritos.

A maior parte de todos os candidatos foram mulheres (60%) e de até 22 anos (67%). Os candidatos que se inscreveram são, uma maioria, do estado de São Paulo (cerca de 270), Minas Gerais (179 mil) e Bahia (109). As inscrições para ampla concorrência bateram o número de inscrições por cota: foram 1.810.0885 em AP e 1.165.665 por cotas.

A nota de corte com o número mais elevado aconteceu em um curso de Medicina de Santa Maria (RS) – com 811,30 pontos. Acompanhada desta, vem a nota de corte de um curso de Medicina de Colatina (ES) – foram 809,34.

O ProUni sempre oferece, e não foi diferente nesta última edição, dois tipos de bolsa de estudo: integral e parcial (bolsa de 50% total da mensalidade). A bolsa integral sempre é voltada para estudantes com renda familiar de até um salário mínimo e meio por pessoa. Já a bolsa parcial surge como opção para os estudantes que possuem uma renda familiar de até três salários mínimos por pessoa.

 



Seja um leitor VIP!


Receba nossas novidades em primeira mão


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *