SISU 2019  – Saiba todas as informações sobre o Sistema de Seleção Unificada 2019, SISU 2019, O que é, Como Funciona, como se inscrever, como verificar a Nota de Corte e consultar o Resultado!

SISU 2019 – Os participantes do ENEM 2018 que pretendem se candidatar a vagas em alguma das instituições publicas de ensino superior do Brasil, devem ficar atentos às regras e à data de inscrição para o SISU 2019, que está prestes a começar a partir desta terça-feira. O Sistema de seleção vai oferecer 235 mil vagas em 129 instituições espalhadas por o Brasil.

sisu 2019 inscrição

O que é o SISU 2019

Tire suas dúvidas e saiba como funciona o SISU 2019

O Sistema de Seleção Unificada, SISU, é um sistema informatizado, administrado pelo Ministério da Educação (MEC). Ele é responsável pela seleção de candidatos a vagas nas universidades estaduais e federais de todo o Brasil.

Como Funciona o SISU 2019

O SISU se baseia nos resultados do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) para realizar a seleção. O candidato deve se inscrever escolhendo duas opções entre as vagas ofertadas. Ele também deve informar se deseja concorrer às vagas reservadas às cotas de acordo com a Lei nº 12.7111/2012. As cotas são destinadas aos alunos que tenham cursado o ensino médio em colégios públicos, garantindo 50% das vagas de um curso nas universidades federais e estaduais. Durante o período de inscrição SISU 2019, as opções de vaga podem ser alteradas.

como funciona o sisu 2019

Após a divulgação do resultado do ENEM 2018, os candidatos que obtiverem as maiores notas serão convocados até o numero máximo de vagas do curso ser preenchido. Caso o candidato não possua a pontuação necessária para conseguir uma vaga na sua primeira opção, ele irá concorrer à vaga de sua segunda opção. Após as chamadas regulares, o candidato que não for aprovado, poderá ser inserido na lista de espera utilizada para o preenchimento de vagas eventualmente não ocupadas. Vale ressaltar que, a depender de suas opções de curso, os resultados de um mesmo candidato podem variar , uma vez que as notas do ENEM tem pesos diferentes de acordo com a instituição.

Inscrições SISU 2019 – Veja o cronograma deste ano!

Inscrições SISU 2019 - Veja o cronograma deste ano!As inscrições SISU 2019 começam no dia 22 de janeiro de 2019 (terça-feira) e vão até dia 25 do mesmo mês (sexta-feira) e devem ser feitas pela internet no portal do SISU, o sistema fica disponível 24 horas até a data limite . Podem se inscrever no SISU o candidatos que realizaram o ENEM 2018 e que tenham obtido nota maior que zero na redação. As inscrições SISU 2019 devem ser realizadas com o numero de inscrição e senha do ENEM 2018, sem necessidade de nenhum outro documento. No entanto, é preciso ficar atento aos documentos exigidos pela instituição, para a efetivação da matricula, caso o candidato seja aprovado. Não serão cobradas taxas de inscrição. Durante o período de inscrição, o candidato poderá mudar suas opções quantas vezes julgar necessário. O candidato poderá saber como se inscrever no Sisu 2019 acesse o site do Ministério da Educação.

Universidades participantes do SISU 2019

O número de instituições que fazem parte do SiSU 2019 é um pouco menor do que a edição do ano passado, a oferta de vagas também foi reduzida, passou para 235.476 vagas em 129 instituições para o primeiro semestre de 2019. A lista estabelecida a seguir, é a mesma da edição 2018/1 das seleções do SiSU. A lista de universidades públicas para o SiSU 2019/1 é formada pelas seguintes instituições:


  • Universidade de Brasília (UnB)
  • Universidade Federal de Goiás (UFG)
  • Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  • Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT)
  • Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS)
  • Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS)
  • Universidade do Estado do Mato Grosso (Unemat)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG)
  • Instituto Federal Goiano (IF Goiano)
  • Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT)
  • Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS)
  • Instituto Federal de Alagoas (IFAL)
  • Instituto Federal da Bahia (IFBA)
  • Instituto Federal Baiano (IFBaiano)
  • Instituto Federal do Ceará (IFCE)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB)
  • Instituto Federal de Pernambuco (IFPE)
  • Instituto Federal Sertão Pernambucano (IFSertão)
  • Instituto Federal do Piauí (IFPI)
  • Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN)
  • Instituto Federal do Acre (IFAC)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM)
  • Instituto Federal do Amapá (IFAP)
  • Instituto Federal do Pará (IFPA)
  • Instituto Federal de Rondônia (IFRO)
  • Instituto Federal de Roraima (IFRR)
  • Instituto Federal do Tocantins (IFTO)
  • Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
  • Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Universidade de Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab)
  • Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • Universidade Federal do Maranhão (UFMA)
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
  • Universidade Federal de São Francisco (Univasf)
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa)
  • Universidade Federal de Sergipe (UFS)
  • Universidade do Estado do Bahia (UNEB)
  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB)
  • Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
  • Universidade do Estado do Ceará (UECE)
  • Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  • Universidade Estadual do Piauí (UESPI)
  • Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN)
  • Instituto Federal de Sergipe (IFS)
  • Universidade de Pernambuco (UPE)
  • Universidade Federal do Acre (UFAC)
  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Universidade Federal do Amapá (Unifap)
  • Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA)
  • Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa)
  • Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA)
  • Universidade Federal de Roraima (UFRR)
  • Universidade Federal de Rondônia (UNIR)
  • Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Universidade do Estado do Amapá (UEAP)
  • Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Universidade Federal de Alfenas (Unifal)
  • Universidade Federal de Itajudá (Unifei)
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
  • Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ)
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)
  • Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio)
  • Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
  • Universidade Federal do ABC (UFABC)
  • Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
  • Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG)
  • Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
  • Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
  • Instituto Federal do Espírito Santo (IFES)
  • Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais (IFSudesteMG)
  • Instituto Federal do Sul de Minas Gerais (IFSuldeMinas)
  • Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG)
  • Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG)
  • Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM)
  • Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG)
  • Instituto Federal de São Paulo (IFSP)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ)
  • Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro (Cefet-RJ)
  • Universidade Estadual da Zona Oeste (UEZO)
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)
  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Universidade Federal de Pelotas (UFPel)
  • Universidade Federal do Rio Grande (FURG)
  • Universidade Federal do Pampa (Unipampa)
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)
  • Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)
  • Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
  • Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
  • Instituto Federal do Paraná (IFPR)
  • Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS)
  • Instituto Federal Farroupilha (IF-Farroupilha)
  • Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC)
  • Instituto Federal Catarinense (IFC)
  • Instituição Federal Sul-rio-Grandense (IFSul)
  • Universidade de São Paulo (USP)
  • Universidade do Espirito Santo (UES)

Notas de corte SISU 2019 – Veja como funciona!

Notas de corte SISU 2019 - Veja como funciona!A nota de corte é a nota mínima para um candidato estar entre os possíveis selecionados. Essa nota é calculada com base no número de vagas disponíveis e no total de candidatos inscritos. A nota de corte serve apenas como referência e não garante que o candidato será selecionado. A partir do segundo dia de inscrição, a nota de corte estará disponível na página do SISU e será atualizada diariamente.

Resultado SISU 2019 – Acompanhe seu resultado na seleção!

O SISU é a maior chance para quem deseja entrar na faculdade

O resultado poderá ser consultado na página do SISU, nas instituições e na Central de Atendimento do MEC (0800-616161).

Em caso de notas iguais, será realizado o desempate, tendo como principal critério a maior nota obtida em Redação, seguida pelas notas de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias, na respectiva ordem.